Prevenção da Doença de Chagas: Doença de Chagas Pode Matar?

..

Tudo sobre a Doença de Chagas: Causas e Tratamentos

Fatos-chave

Cerca de 6-7 milhões de pessoas no mundo, principalmente na América Latina, são estimados para estar infectado com Tripanosoma cruzi, parasita causador da doença de Chagas.

A transmissão por vetor ocorre nas Américas. O inseto vetor é da família triatomíneos que carrega o parasita Trypanosoma cruzi, causador da doença.

A doença de Chagas foi inteiramente confinada à Região das Américas – principalmente a América Latina – mas agora se espalhou para outros continentes.

Doença de Chagas tem cura se o tratamento é iniciado logo após a infecção.

Na fase crônica, o tratamento antiparasitário também pode prevenir ou reduzir a progressão da doença.

Até 30% das pessoas cronicamente infectadas desenvolvem alterações cardíacas e até 10% desenvolvem alterações digestivas, neurológicas ou mistas que podem exigir tratamento específico.

O controle vetorial é o método mais útil para a prevenção da doença de Chagas na América Latina.

A triagem do sangue é vital para prevenir a infecção através de transfusão e transplante de órgãos.

Diagnóstico de infecção em mulheres grávidas, seus recém-nascidos e irmãos é essencial.

Doença de Chagas, também conhecida como tripanossomíase americana, é uma doença potencialmente fatal causada pelo protozoário parasita Trypanosoma Cruzi (T. cruzi).

Cerca de 6-7 milhões de pessoas no mundo são estimados para estar infectado com Tripanosoma Cruzi, parasita causador da doença de Chagas.

A doença de Chagas é encontrada principalmente em áreas endêmicas de 21 países latino-americanos, onde é principalmente transmitida aos seres humanos por contato com fezes ou urina de triatomíneos, conhecidos como “barbeiros”, entre muitos outros nomes, dependendo da transmissão vetorial da área geográfica.

O custo do tratamento para a doença de Chagas permanece substancial. Somente na Colômbia, o custo anual dos cuidados médicos para todos os pacientes com a doença foi estimado em cerca de US $ 267 milhões em 2008. A aplicação de inseticida nos vetores de controle custa quase US $ 5 milhões por ano.

Chagas é nomeado após Carlos Ribeiro Justiniano Chagas, um médico brasileiro e pesquisador que descobriu a doença em 1909.

mulhercuriosa.com.brdoenca-de-chagas-pode-matar

 

DICAS » RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »

Quais São as Diferenças entre Farinha de Milho e Fubá?
Anticoncepcional para Tratar Acne qual Melhor
Guia Atualizado Sangue nas Fezes do Gato o que Fazer
27 Dicas Remoção Permanente Pelos Indesejáveis no Corpo
37 Coisas Divertidas para Fazer com seu Namorado
17 Incríveis Alimentos que Aumentam sua Altura

 

(VÍDEO) Parasitologia – Doenças de Chagas

 

(VÍDEO) Descoberta da Doença de Chagas Completa 100 Anos

 

Doença de Chagas Distribuição

A doença de Chagas ocorre principalmente na parte continental da América Latina, com exceção que a doença não ocorreu nas ilhas do Caribe.

Nas últimas décadas, no entanto, tem sido cada vez mais detectado nos Estados Unidos da América, Canadá e muitos países europeus e alguns países do Pacífico Ocidental.

Isso se deve principalmente à mobilidade populacional entre a América Latina e o resto do mundo.

 

Doença de Chagas Sinais e Sintomas

A doença de Chagas se apresenta em duas fases. A fase inicial aguda dura cerca de 2 meses após a infecção. Durante a fase aguda, um grande número de parasitas circulam no sangue, mas na maioria dos casos os sintomas são ausentes ou leves.

Em menos de 50% das pessoas mordidas por um inseto triatomíneo, os primeiros sinais visíveis característicos podem ser uma lesão cutânea ou um inchaço púrpura das pálpebras de um olho.

Além disso, eles podem apresentar febre, dor de cabeça, glândulas linfáticas aumentadas, palidez, dor muscular, dificuldade em respirar, inchaço e dor abdominal ou torácica.

Durante a fase crônica, os parasitas estão escondidos principalmente no coração e nos músculos digestivos. Até 30% dos pacientes sofrem de distúrbios cardíacos e até 10% sofrem de alterações digestivas (tipicamente aumento do esôfago ou do cólon), alterações neurológicas ou misturas.

Em anos posteriores a infecção pode levar à morte súbita ou insuficiência cardíaca causada pela destruição progressiva do músculo cardíaco e seu sistema nervoso.

 

Doença de Chagas Transmissão

Na América Latina, T. Cruzi são transmitidos principalmente pelo contato com fezes/urina de triatomíneos infectados sugadores de sangue.

Esses bichos, vetores que carregam os parasitas, normalmente vivem nas fendas de parede ou telhado de casas mal construídas em áreas rurais ou suburbanas.

Normalmente eles se escondem durante o dia e se tornam ativos durante a noite quando se alimentam de sangue humano.

Eles geralmente mordem uma área exposta da pele, como o rosto, e o inseto defecam perto da mordida.

Os parasitas entram no corpo quando a pessoa instintivamente esfrega as fezes do inseto ou a urina na mordida, nos olhos, na boca ou em qualquer ruptura da pele.

 

Doença de Chagas T. Cruzi também pode ser transmitido por:

– Consumo de alimentos contaminados com T. Cruzi através, por exemplo, do contato com fezes de triatomíneos infectados ou urina;

– Transfusão de sangue de doadores infectados;

– Passagem de uma mãe infectada para o recém-nascido durante a gravidez ou o parto;

– Transplantes de órgãos utilizando órgãos de doadores infectados;

– Acidentes laboratoriais.

 

Doença de Chagas Tratamento

Para matar o parasita, o tratamento da doença de Chagas pode ser com benznidazol e também nifurtimox.

Ambos os medicamentos são quase 100% eficazes na cura da doença, se administrado logo após a infecção no início da fase aguda, incluindo os casos de transmissão congênita.

A eficácia de ambos diminui, no entanto, quanto mais tempo uma pessoa foi infectada.

O tratamento também é indicado para aqueles em quem a infecção foi reativada (por exemplo, devido à imunossupressão), e para os pacientes durante a fase crônica inicial.

Adultos infectados, especialmente aqueles sem sintomas, devem ser oferecidos tratamento porque tratamento antiparasitário também pode prevenir ou limitar a progressão da doença.

Nesses casos, os benefícios potenciais da medicação para prevenir ou retardar o desenvolvimento da doença de Chagas devem ser ponderados em relação à longa duração do tratamento (até 2 meses) e possíveis reações adversas (ocorrendo em até 40% dos pacientes tratados).

Benznidazol e nifurtimox não devem ser tomados por mulheres grávidas ou por pessoas com insuficiência renal ou hepática. Nifurtimox também é contraindicado para pessoas com antecedentes de distúrbios neurológicos ou psiquiátricos.

Adicionalmente, pode ser necessário tratamento específico para manifestações cardíacas ou digestivas.

 

Controle e Prevenção

Não há vacina para a doença de Chagas. O controle vetorial é o método de prevenção mais eficaz na América Latina.

A triagem do sangue é necessária para prevenir a infecção através de transfusão e transplante de órgãos.

Originalmente (mais de 9000 anos atrás), T. Cruzi só afetou os animais selvagens. Mais tarde se espalhou para animais domésticos e pessoas.

O grande reservatório de T. Cruzi em animais silvestres das Américas significa que o parasita não pode ser erradicado.

Em vez disso, as metas de controle são a eliminação da transmissão e acesso precoce à saúde para a população infectada e doente.

T. Cruzi pode infectar várias espécies de triatomíneos, a maioria dos quais são encontrados nas Américas.

 

Dependendo da Área Geográfica, a OMS Recomenda as Seguintes Abordagens para Prevenção e Controle:

– Pulverização de casas e áreas circundantes com inseticidas residuais;

– Melhoria da casa para prevenir a infestação do vetor;

– Medidas preventivas pessoais, tais como redes de dormir;

– Boas práticas de higiene na preparação, transporte, armazenamento e consumo de alimentos;

– Triagem de doadores de sangue;

– Testes de dadores e receptores de órgãos, tecidos ou células;

– Triagem de recém-nascidos e outras crianças de mães infectadas para fornecer diagnóstico precoce e tratamento.

 

Doença de Chagas Resposta da OMS

Desde a década de 1990, houve importantes sucessos no controle de parasitas e vetores na América Latina, nos territórios do Cone Sul, América Central, Pacto Andino e Iniciativas Intergovernamentais da Amazônia, com o Secretariado da Organização Pan-Americana da Saúde.

Essas iniciativas multinacionais levaram a reduções substanciais na transmissão por vetores domésticos.

Além disso, o risco de transmissão por transfusão de sangue tem sido substancialmente reduzido em toda a América Latina. Estes avanços foram possíveis devido ao forte empenho dos Estados-Membros endêmicos para a doença e à força das suas organizações de investigação e controle, juntamente com o apoio de muitos parceiros internacionais.

 

Ao Mesmo Tempo, uma Série de Desafios Adicionais Tem de ser Enfrentados. Esses Incluem:

– Manter e consolidar os avanços no controle de doenças;

– Emergência dos sintomas da doença de Chagas em regiões anteriormente consideradas livres da doença – como a bacia amazônica;

– Persistência em regiões onde o controle estava em andamento, como a região do Chaco no Estado Pluri nacional da Bolívia;

– Propagação da doença, principalmente devido ao aumento da mobilidade populacional entre a América Latina e o resto do mundo;

– Melhor acesso ao diagnóstico e tratamento para milhões de pessoas infectadas.

– Para alcançar a meta de eliminação da transmissão da doença de Chagas e fornecer cuidados de saúde para pacientes infectados/doentes, tanto em países endêmicos como não endêmicos, a OMS pretende aumentar a rede em nível global e reforçar as capacidades regionais e nacionais,

– Reforçar os sistemas mundiais de vigilância epidemiológica e de informação;

– Prevenção da transmissão por transfusão de sangue e transplante de órgãos em países endêmicos e não endêmicos;

– Promover a identificação de testes diagnósticos para o rastreio e diagnóstico de infecções;

– Ampliação da prevenção secundária da transmissão congênita e do manejo de casos de infecções congênitas e não congênitas;

– Promovendo o consenso sobre a gestão adequada de casos.

ATUALIZADO: 05.04.17

ATUALIZADO MINIATURA 17.03.2017

 

Como EU perdi 13 quilos em apenas 21 dias. Sem dieta e exercícios! Usando isso...2

 

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que você mais gostou nesse artigo, ou sobre alguma dica extra que você deseja compartilhar conosco ou até mesmo alguma crítica sobre esse texto.

 

DICAS » RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »

27 Remédios Caseiros Eliminar Pulgas de Gatos e Cachorro
Como Amenizar e Tirar um Chupão do Pescoço
Como se Livrar de Baratas Pequenas de Dentro do Armario
Perguntas Interessantes para se Fazer a um Homem
37 Coisas que Mulheres Gostam de Ouvir dos Homens
Rápido e Fácil Como Fazer Amaciante de Roupa Caseiro
27 Incriveis Dicas Como Puxar Conversa com seu Namorado
17 Remédios Naturais para a Perda do Paladar e Olfato
Chá de Limão com Mel: Cura Tosse, Gripe e Dor de Garganta
37 Coisas que HOMENS Gostam de Ouvir das MULHERES

Recomendados Para Você: